My PlayList

sábado, 15 de agosto de 2015

Saudade, saudade, saudade - Por Adriana Lordelo



Saudade, saudade, saudade me ignora vai!
Disfarça, apaga essa dor.
Essa estranha dor chamada saudade que é mais forte que própria saudade.
Apaga tudo que dói vai... bem lá no fundo da minha alma.
Seca minhas lagrimas e aterra a saudade, debaixo de sete palmos...
Tudo bem.
Não ta tudo bem.


No fundo sei que é só fingimento.
E que ela volta...a estranha e eterna dor da saudade.

Adriana Lordelo





Pois é 
Se o tempo que cura ele tá demorando 
saudade idiota só vai aumentando 
 (Lucas Lucco)


2 comentários:

  1. Oi Adriana...muito bom este poema. Estava eu procurando a música de Monique Kessous e acabei "caindo" aqui e me deparei com esta frase (que combina com o momento)....gostei muito, parabéns. Não sou de seguir blogs, mas, vou abrir uma exceção. Abç

    ResponderExcluir
  2. Obrigada...
    Seja Bem Vindo Junior Angel :)

    ResponderExcluir